Login:

  Senha:

Av. Tarquínio Joslin dos Santos, 1300. CEP 85870-650.
Foz do Iguaçu - PR - Brasil
Fone: (45) 3576-8100
Fax: (45) 3575-2733

Página da Unioeste-Foz no Facebook

::: Acessos: 1017801 :::

Site melhor visualizado com:




Turismo


Histórico:
O Curso de Turismo – Campus de Foz do Iguaçu, foi criado a partir do Parecer do Conselho Federal de Educação n° 078 de 04/04/1984 e Decreto Presidencial n° 90974 de 22/02/1985. O seu reconhecimento ocorreu pelo Parecer n° 419 de 01/12/1986 e pela Portaria Ministerial n° 188 de 25/05/1987. O Curso passou por ter alterações, a primeira no ano de 1991, deixando de ser ofertado com a duração de 3 anos (6 semestres), para a partir de então, ter a duração de quatro anos, em regime seriado anual. No ano de 2000, através da Resolução n° 007/2000 o PPP foi alterado. No transcorrer de sua implantação foram evidenciados problemas estruturais em função de seu modelo proposto. Em 2003, pela Resolução n° 030/2003-CEPE, fez-se uma nova proposta que est´ em vigor e que em função da Resolução 013/2006, de 24 de novembro de 2006.

Concepção, Finalidades e Objetivos:
A formação do Curso de Turismo se organiza através da multidisciplinaridade, abrangendo inúmeros aspectos e fatores dispostos em ciências auxiliares relacionadas à vida humana, seja política, econômica, social, ambiental, entre outras. Na sua concepção o Curso se coaduna com os princípios disseminados no Código ético Mundial para o Turismo reunindo para tanto, um conjunto de disciplinas que permitam dar aporte técnico e científico voltado à atender a tarefa de promover a ascensão do fenômeno e atividade. Assim mostra-se, de um lado empenhado na tarefa de prestar uma adequada formação sobre as questões técnicas habilitando o profissional do Turismo na gestão do sistema turístico, na organização de todo substrato que põem em prática à ocorrência do fenômeno, assim como, de outro lado prioriza o caráter investigativo na busca de conhecimentos sobre suas resultantes, presente e futura, na abrangência de causa e efeito, tendo o homem e o meio seu principal eixo de sustentação. Reúne como atributo e finalidades na sua formação, as contribuições extensivas ao fomento e valorização da cultura, intercâmbio, fraternidade, respeito à história e aos modos de vida de outros povos, preservação e conservação do meio natural e cultural, inclusão socioeconômica e a redução das desigualdades, promoção da sustentabilidade do binômio homem e natureza, sobretudo o direito ao tempo livre igual à todos os seres humanos. Têm, portanto, como finalidade principal a permanente busca de uma formação orientada nos princípios do desenvolvimento sustentável do turismo seja aplicado às localidades receptoras, emissoras assim como aos sistemas de produção e distribuição dos bens e serviços de atendimento ao visitante, viajante e turista. O Curso de Turismo numa versão contemporânea, alinhada também às mudanças promovidas pelo fenômeno da globalização e a tecnologia da informação, tem o desafio de inserir o profissional bacharel em turismo num mercado altamente competitivo e de grandes transformações sociais. Assim possui entre seus objetivos a tarefa de desenvolver profissionais especializados em compreender a manifestação do homem através de suas motivações, necessidades e desejos, mobilidade, meios e relacionamentos. Profissional este, especializado e capaz de interpretar oportunidades de negócios, funcionamento do mercado, usos do meio e recursos, prestando atendimento às funções sociais dos destinos e localidades. Decorrente tais especialidades aquelas embutidas ou imputadas ao setor e fenômeno, como também estar atento às necessidades de revisão periódica e permanente do Projeto Pedagógico o Curso de Turismo. Paralelamente a esse processo fica definida a missão do Curso de Turismo da Unioeste que passa a ser divulgada em seu material institucional: “...a formação de profissionais capazes de promover o desenvolvimento sustentável do turismo (CCTUR, 2002).” Assim sendo, o conjunto de matérias oferecidas pretende, nessa perspectiva traçada na missão, a de ofertar desde os primeiros anos de formação tanto as disciplinas teóricas que transmitam conceitos basilares sobre o fenômeno e seu caráter de extensão operacional no atendimento, reforçando as questões éticas e normativas de funcionamento, como também despertando o senso crítico estimulando o acadêmico ao desenvolvimento de pesquisas e investigação, ao questionamento, a geração de conhecimento e contribuição na epistemologia do turismo. Na implementação da nova estrutura curricular proposta são valorizados em todos os anos o caráter humanístico da formação, a preocupação com o planejamento e gestão, sem deixar de contribuir com disciplinas que oferecem a aproximação ou o contato direto com suas futuras áreas profissionais, auxiliando em sua inserção e no perfil do profissional.

Perfil do Profissional - Formação Geral e Específica:
O perfil profissional desejado no curso de graduação em Turismo deve ser aquele capaz, então, de dar condições adequadas à formação de um profissional apto a atuar em mercados altamente competitivos e em constante transformação, cujas opções possuem um impacto profundo na vida social, econômica e no meio ambiente, exigindo uma formação ao mesmo tempo generalista, no sentido tanto do conhecimento geral, das ciências humanas, sociais, políticas e econômicas, como também de uma formação especializada, constituída de conhecimentos específicos, sobretudo nas áreas culturais, históricas, ambientais, antropológicas, de inventário do patrimônio histórico e cultural, bem como o agenciamento, organização e gerenciamento de eventos, gestão das localidades no atendimento ao fluxo turístico.
O Bacharel em Turismo formado pela UNIOESTE poderá atuar em quaisquer das áreas específicas ou conexas à profissão, dotado de formação apta para desenvolver o espírito empreendedor que a caracteriza como está indicado nas DCN’s para o Curso de Turismo, visa a:
Compreensão das políticas nacionais e regionais sobre turismo;
Utilização de metodologia adequada para o planejamento das ações turísticas, abrangendo projetos, planos e programas, com os eventos locais, regionais, nacionais e internacionais;
Positiva contribuição na elaboração dos planos municipais e estaduais de turismo;
Domínio das técnicas indispensáveis ao planejamento e à operacionalização do Inventário Turístico, detectando áreas de novos negócios e de novos campos turísticos e de permutas culturais;
Compreensão da complexidade do mundo globalizado e das sociedades pós industriais, onde os setores de turismo e entretenimento encontram ambientes propícios para se desenvolverem; Habilidade técnica, humanas e conceituais inerentes às atividades turísticas, preparando cidadãos conscientes para o exercício pleno da cidadania e profissionais responsáveis e aptos para exercer sua profissão de forma ética.
Domínio de métodos e técnicas indispensáveis ao estudo dos diferentes mercados turísticos, identificando os prioritários, inclusive para efeito de oferta adequada a cada perfil do turista;
Deverá estar dotado das seguintes competências:
• Identificar oportunidades de negócios, desenvolvendo e comercializando produtos turísticos que atendam às demandas sociais e de mercado que promovam o desenvolvimento do turismo;
• Conduzir ações de planejamento e gestão de destinos e de negócios turísticos;
• Identificar e caracterizar a oferta e a demanda turísticas, adequando seu desenvolvimento de acordo com as especificidades dos destinos e empresas turísticas;
• Gerar e analisar informações sobre os diferentes aspectos da atividade turística, desde estudos de mercado até o diagnóstico de destinos turísticos;
• Visualizar as inter-relações inerentes ao fenômeno turístico propondo soluções que resultem dessa percepção e das contribuições dos parceiros envolvidos, construindo um produto ou serviço turístico único e sustentável.
E desenvolver as seguintes habilidades:
• Capacidade para gerenciar, agir de forma interdisciplinar, coordenar e atuar em equipe;
• Identificar e resolver problemas com agilidade e decisão;
• Estabelecer e manter comunicação interpessoal com clientes e equipe de trabalho;
• Articular ações, serviços, recursos humanos e conhecimentos para a geração de oportunidades de negócios, produtos e serviços turísticos.
O profissional da área, devido à extrema complexidade do fenômeno turístico, deve, em primeiro lugar, receber uma formação interdisciplinar que privilegie a dimensão humanística e ética, como também, a técnica.
A formação geral permitirá ao profissional compreender a inserção que o fenômeno turístico tem no mundo contemporâneo e na sociedade pós-moderna, as suas múltiplas formas de funcionamento, suas especificidade e os efeitos produzidos por um fenômeno que trabalha diretamente com o deslocamento de pessoas, provocando alterações na paisagem e nas culturas humanas.
O lastro privilegiado na formação do profissional será caracterizado pelos estudos culturais e ambientais, de forma a garantir-lhe a possibilidade de estabelecer uma reflexão crítica sobre a realidade. Dessa forma, o profissional terá condições de atuar na área no sentido da promoção de um entrelaçamento entre os povos, de respeito à diversidade cultural e étnica e da formação de vínculos permanentes entre as populações. Ao mesmo tempo, estará apto a atuar em uma atividade de mercado, não apenas para gerar divisas, mas também para garantir a preservação do patrimônio cultural e ambiental da humanidade. Enfim, a valorização do bacharel em Turismo dar-se-á, em especial, pela sua consciência cidadã.
O perfil do Bacharel sob a ótica do processo pedagógico deve garantir ao graduando:
Internalização de valores de responsabilidade social, justiça e ética profissional;
Formação humanística e visão global que o habilite a compreender o meio social em seus aspectos político, econômico e cultural onde está inserido e a tomar decisões em um mundo diversificado e interdependente;
Formação técnica e científica para atuar no planejamento e na gestão de empresas turísticas, além de desenvolver atividades específicas da prática profissional em consonância com as demandas mundiais, nacionais e regionais;
Competência para empreender, analisando criticamente as organizações, antecipando e promovendo suas transformações;
Capacidade de compreensão da necessidade do contínuo aperfeiçoamento profissional do desenvolvimento da autoconfiança;
Capacidade para resolução de problemas macro e micro;
Capacidade de planejar, organizar, implantar e gerir programas de desenvolvimento turístico de destinações e empreendimentos turísticos;
Capacidade de atuação nos diversos setores do mercado turístico e em todas as áreas concernentes a profissão;
Competência para implantar resoluções alternativas e inovadoras, bem como capacidade crítica, reflexiva e criativa.
Com relação à formação específica, o profissional deverá ser preparado para atuar no planejamento, gestão do fenômeno e atividade turística, compreendida como um instrumento no desenvolvimento regional, o que implica em considerar tanto o nível microeconômico, como também o macroeconômico e social, que comporta o conhecimento e o planejamento de políticas públicas para a área.

Horas/Aula:
Atividades Acadêmicas Complementares: 155 horas
Total de Horas do Curso: 3.223 horas.

Coordenador: Ivanete Terezinha Schumann

Disciplinas 1º Ano:
Antropologia
Comunicação e Expressão
Geografia Aplicada ao Turismo
História do Brasil
Hospitalidade
Introdução à Administração I
Lazer e Recreação
Legislação do Turismo
Metodologia da Pesquisa
Teoria Geral do Turismo I

Disciplinas 2º Ano:
Economia do Turismo
Filosofia
Fundamentos de Contabilidade e Finanças
Gestão de Destinos Turísticos
Gestão de Pessoas
Língua Estrangeira I
Marketing Turístico I
Sociologia do Turismo
Teoria Geral do Turismo II
Território e Sociedade

Disciplinas 3º Ano:
Estágio Supervisionado em Turismo
Gestão de Base de Dados no Turismo
Gestão de Eventos
Língua Estrangeira II
Logística Aplicada ao Turismo
Marketing Turístico II
Meios de Hospedagem
Operações de Viagens
Patrimônio, Identidade e Representações Culturais
Políticas Públicas no Turismo
Turismo de Base Comunitária

Disciplinas 4º Ano:
Gerenciamento de Projetos e Consultoria em Turismo
Gestão da Gastronomia
Gestão da Qualidade em Produtos e Destinos Turísticos
Gestão do Turismo em Áreas Urbanas
Optativa
Relações Internacionais Aplicadas ao Turismo
Tecnologia da Informação e Comunicação em Turismo
Trabalho de Conclusão de Curso
Turismo e Educação l
Turismo em Áreas Naturais


SINF 2012 v3.0 beta